MOSTRA PÉ NA RUA 

A Mostra Pé Na Rua nasceu no ano de 2011, criado pela Cia Pedras Teatro Circo,  tendo como diretora geral  Iara Ribeiro (atriz, fundadora, professora e diretora da Cia)

Seu formato tem como objetivo estabelecer um evento de fomento à arte de rua (teatro, circo, música, dança, poesia, outros), ampliando a proposta de popularização que esta arte deixa explícita em toda sua manifestação, bem como organizar o pensamento para a reflexão estética, artística, social, filosófica e humana.
Provocando, incitando questionamentos e libertando
 

O Evento que oferece Oficinas sócio-culturais, Oficinas Formativas, Performances e Espetáculos,  são apresentados em feiras da cidades, feiras centralizadas e também feiras nos bairros.  A Mostra foi  realizada com recursos próprios durante quatro anos,   recebendo   apoio de divulgação de algumas  empresas  e contando  sempre  com a ajuda fundamental de nossos alunos e amigos da  arte...

A Mostra Pé na rua procura valorizar os artistas  que tenham pesquisas voltadas ao universo do teatro, do circo, da música, das performances, literatura, poesia e afins,  ou seja, artistas que  pensam no espaço público como veículo para apresentar sua arte...

Um outro ponto importante da MOSTRA PÉ NA RUA, é que além das discussões que realizamos com os artistas,   os grupos que se apresentam,   ministram uma oficina para  deixar  uma "semente ideológica" do trabalho  que realizam e não simplesmente apresentar  o espetáculo e seguir o  seu caminho. Além de ser  importante para os artistas e participantes da oficina,  conhecer novas linhas e maneiras de pensar "arte". 

A Cia Pedras pesquisa a linha do Circo desde 1999 e o do Teatro de Rua desde 2005 e viajando pelo Brasil com o Espetáculo “Andarilhos de Cordel”, apresentando nos espaços urbanos, sejam eles:  feira, praças, ruas, percebemos a recepção calorosa do público, porém observamos que este tratamento era diferente com os artistas que realizam seus trabalhos em semáforos, por exemplo, mas claro, por uma minoria de pessoas petulantes e de  “alma vazia”.  

Em 2009 passamos em um Edital Municipal onde levamos apresentações para 7  feiras da Cidade, feiras no centro e nos bairros e desta vez fomos ampliando nosso diálogo  com o público, feirantes, clientes,  falando sobre a valorização deste segmento artístico, ou seja, de toda arte que   utiliza o espaço público como seu PALCO. 

Assim nasce a MOSTRA PÉ NA RUA, como um ato artístico e revolucionário, para  que todos: artistas x público, possam dialogar na imensidão deste mundo! 

Em 2011 foi realizado com alguns apoios culturais. Como em  2012 a Cia Pedras esteve em temporada em São Paulo e Curitiba, não aconteceu a Mostra, porém em 2013 e 2014, 2015  a Mostra seguiu valente, sempre com apoios de alunos, amigos e dos Cias profissionais que participam por acreditarem na nossa proposta.  A Cia não deixou de realizar a Mostra... mesmo sem recursos públicos, seguimos resistentes, fazendo de forma mais compacta, mas com a mesma essência. 

Em 2016, a Cia Pedras  foi contemplada pelo Prêmio Aniceto Matti e foi realizada em fevereiro de  2017, com um elenco grande de artistas, atingido grande parte do público marigaense...

Em 2018 com recursos próprios, com ajuda de  alunos e amigos  seguimos e tivemos uma novidade linda na MOSTRA,  realizamos  junto com o MARL (Movimento de Artistas de Rua de Londrina),  2 Coelhos Comunicação e Cultura  o   " III ENCONTRO DA RPTR" (Rede Paranaense de Teatro de Rua). “Vamos discutir-refletir sobre políticas públicas para as artes públicas. Este evento é aberto não somente para artistas que desenvolvam pesquisas na rua, mas para todas as pessoas que utilizam o espaço público. Queremos, a partir do panorama estadual, discutir a realidade das cidades paranaenses, no que diz respeito às artes de rua, com foco no contexto da cidade de Maringá que, durante três dias, será a capital estadual do teatro de rua. Iremos promover questionamentos e problematizações afim de propor a implementação de uma Lei para Astistas de Rua da cidade de Maringá. O direito de livre expressão artística, reconhecido pela constituição precisa ser garantido para trabalhadoras e trabalhadores da cultura que, diariamente, movimentam ruas, parques e praças da cidade com sua arte, de forma menos burocrática” (Texto de Rogério F. Costa) do MARL (Movimento de Artista de Rua de Londrina)

Agradecendo o apoio importante da Secretaria de Cultura de Maringá, do Vereador Chico Caiana, Marcelo Calixto, Leonor Calixto  e de todos os nossos parceiros Circo 2 e ½ de Sorocaba – SP, Cia. Os palhaços de rua de Londrina – Maringá, Banda Milhar Seca de Cianorte – PR, Conservantes, LSB e Banda Revell de Maringá,   alunos e amigos que estão nesta luta para que o Evento aconteça em Maringá e possa levar um pouquinho de Arte  para a Cidade
 
 

Em 2019, a VII MOSTRA PÉ NA RUA, foi contemplada novamente pelo Prêmio Aniceto Matti,  e será realizada nos dias 27, 28, 29 e 30 de abril, 01, 02, 03, 04 e 05 de maio, trazendo uma variedade de atrações, como segue o folder (anexo).

Serão 8  espetáculos, 6 oficinas formativas, 2 oficinas para crianças carentes, intervenções urbanas e duas bandas no encerramento da Mos

AGRADECIMENTOS AO GRANDE TRABALHO DA: 
Prefitura Municipal de Maringá / Secretaria Municipal de Maringá (Prefeito Ulisses Maia, Miguel Fernando e Equipe)
Projeto produzido com verba de incentivo à cultura
Lei Municipal n. 9160/2012 - Prêmio Aniceto Matti.

 

VII MSTRA PÉ NA RUA 

 

    LINK PARA AS OFICINAS: 

https://forms.gle/xY5P2pubBYVw1ZiL8
 

 

                                    veja sobre as outras eDIções

VI MOSTRA PÉ na RUA 

                                                                                            AGRADECEMOS DE "ALMA" ARTISTAS DE MARINGÁ....

 
Além da Cia Pedras Teatro Circo de Maringá, Circo 2 e ½ de Sorocaba- SP e Cia. Os palhaços de rua de Londrina – Paraná
Teremos as presenças:
Grupo: Santa Rita Produções Teatrais 
Willhiam William Farias (Pimentinha)
Eduardo Eduardo Lopes Cestari (Tio Girafão)
***
André Drago (musico)
***
Natalia Gimenes (baixista)
***
Flávio Magalhães da Cia Tipos e Cara e da Dança
****
Albari Santos
Marcelo Calixto
Scheila Calixto
Diego Rezende
****
Grupo Meu Clown de Marcelo Colavittoo Colavitto representado por Andresa ViottiRafael Leonell
**
Grupo Cenatrupe de Sarandi de Elaine Teleken Tavares representado por Elaine Teleken Tavares, Raiane Souza, Nelci Vanin Teleken e Porfirio Tavares 
**
Coletivo Cartas de Uberlândia- MG, representado por Scheila Calixto e Marcelo Calixto (que também faz parte da Cia Pedras enquanto estiver na cidade).
**
Albari Santos (Palhaço Lambari, aluno de Circo e Teatro da Iara Ribeiro Pedras)
**
Leonardo Vinicius Fabiano-
**
Alexandre Penha da Terapia da Alegria
***      
Leandro Fóz da CIA PALCO 
***
Renan Ghiraldi - Aline Luppi Grossi Coletivo (Si)mento Urbano
****
Renan Parma - Grupo Forféu
****
AGRADECEMOS DE "ALMA" TODOS VOCÊS!
 
Artistas de Maringá, participem do Cortejo, todos na mesma luta, representando a arte em Maringá...
Vamos unir nossas forçasssss
 
 
CIA PEDRAS TEATRO CIRCO.
Resistência e Humanidade!
Por uma arte humana e revolucionária
 
 
 
 

PESSOAS QUE ESTÃO JUNTO COM A CIA PEDRAS

 PARA REALIZAR A "VI MOSTRA PÉ NA RUA" 

Agradecimentos de "alma" a todos os alunos que ajudaram: Andréia RodriguesGabriela Hayashi GodoiCelia Godoi Lu Abreu Camy La Albari Santos Jocimar Nunes Silva Douglas Fernando Kezia Martins Renan Turci Isaah Rodrigues Laiana Moraes de Azevedo Micaela Borzatto Marina Dias Piovesani Leticia Bonato Carina Veltrini Fabrício Sesshy Louize Arantes Nathalia. Larissa Rodrigues MarçolaEdilson Correia Oliveira Marcelo Guarnieri Daniele Lima Adriana Martins 
Em especial: 
  • Rogerio Francisco
  • Rachel Coelho
  • Marcelo Calixto.
  • Scheila Calixto.
  • Leonor Alencar. 
  • Eli Andressa
  • Sr. Chico Caiana
  • Sr. Arnaldo Szlachta
  • Rosangela Kimura Memorial Kimura
  • Secretaria Municipal de Cultura Miguel Fernando                       

**************************************************************************************

V MOSTRA PÉ NA RUA

Realização: Cia Pedras Teatro Circo
Apoio: Prefeitura Municipal de Maringá.
Secretaria de Cultura. 
"Produzido com verba de Incentivo à Cultura, Lei Municipal 9160/2012 Prêmio Aniceto Matti - Edital 008/2015"

18-02

SÁBADO

19-02

DOMINGO

      20-02

SEGUNDA

21-02

TERÇA

22-02

QUARTA

23-02

QUINTA

24-02

SEXTA

25-02

SÁBADO

26-02

DOMINGO

Espetáculo:

 La Perseguida

Grupo

Vagamundo

Cidade: Santa Maria- RS

Local: Feira Willie David  

Horário: 9:00

 

 

 

Espetáculo:

 Banana com canela

Grupo

Vagamundo

Cidade: Santa Maria- RS

Local: Feira Mauá

Horário: 9:00

 

 

 

Espetáculo

Andarilhos de Cordel

Grupo:

Cia Pedras

Cidade:

Maringá- PR

Local: Feira de Iguatemi.

Horário:18:30

 

 

Espetáculo: Avessos

Grupo:

Avessos

Cidade:

Maringá- PR

Local:  

Feira Borba Gato

Horário:

18:30

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Espetáculo: Andarilhos de Cordel

Grupo:

Cia Pedras

Cidade:

Maringá- PR

Local: Sanenge

Horário:18:30

 

 

Espetáculo:

Avessos

Grupo:

Avessos

Cidade:

Maringá- PR

Local: Feira do Teatro

Barracão

Horário:18:30

 

 

 

Espetáculo: Otovonu

Grupo: Palhaço Fusquinha

Cidade:

Osasco-SP

Local Feira Alvorada

Horário:18:30

 

 

Espetáculo

Números

Grupo: Cia Os palhaços de rua

Cidade:

Londrina- PR

Local Feira Willlie David

Horário:9:00

 

Espetáculo:

Hoje tem espetáculo

Grupo: Rosa dos Ventos

Cidade

Presidente Prudente – SP

Local Feira Mauá

Horário:9:00

 

 

V MOSTRA PÉ NA RUA 

Artes de TIHAGO LOPES

 
 
CIAS PARTICIPANTES  DA V MOSTRA 
 
CIA PEDRAS TEATRO CIRCO DE MARINGÁ - PR  
 

ESPETÁCULO "Andarilhos de Cordel"

O espetáculo conta a história que conta histórias...

 Um casal de nordestinos   vivem de contar histórias de cordel e assim ganham sua vida, convivendo com a seca e a miséria, retratam as mazelas desse país chamado BRASIL, mostrando de forma sensível e apaixonante o amor pela vida. Fulô  e Pirilampo, (colocam a menor máscara do mundo) e são as personagens que contam as histórias, fazem duelo entre o clássico e o popular... fazem rimas, cantam repentes e de repente você pode se encantar ...

 

GRUPO VAGAMUNDO - SANTA MARIA - SC 

Espetáculo: Banana com canela 

A dramaturgia do espetáculo foi criada pelo próprio grupo através do encadeamento  das gags do palhaço Rabito.  Lembrando que a gag é uma estrtura dramatúrgica tradicional do palhaço, e não prescinde de texto literário. Sendo assim a dramaturgia foi criada com base na ação do ator e e na sua interação com o público. A voz se faz presente, mas na forma de ‘gramelot’ – que segundo Dario Fo, em o Manual Mínimo do Ator, pode ser definido como “ um jogo onomatopéico, articulado com arbitrariedade, mas capaz de transmitir, com o acréscimo de gestos, ritmos e sonoridades particulares, um discurso completo.”[1] A dramaturgia do espetáculo é, assim, construída pelo corpo do ator e suas relações com os objetos, situações e o público, e a voz é utilizada como elemento cômico a partir da interação do palhaço com o a plateia.

A dramaturgia do espetáculo não é apresentada de forma  redigida, já que não está centrada em um texto e sim nas gags e ações do palhaço.


[1] FO, Dario. Manual Mínimo do Ator, Rame, Franca (organização), Baldovino, Lucas e Szlak, Carlos (tradução). São Paulo, Editora Senac São Paulo, 2004  p. 97

 

GRUPO VAGAMUNDO - SANTA MARIA - RS

Espetáculo: La Perseguida

É um espetáculo centrado na figura do palhaço e visa um resgate das tradições circenses ao inspirar-se em números clássicos (gags) de palhaços do circo, teatro e cinema. O Teatro VagaMundo aposta na força do palhaço por acreditar que este ao transgredir os padrões de comportamento e interação com a realidade apresenta novas formas possíveis de relacionar-se com o mundo e com o outro. O espetáculo visa despertar através da interação com o palhaço a criança em cada um de nós, trazendo à tona o prazer do contágio e do riso.

No espetáculo, Rabito espera pelo seu grande amor, como uma metáfora para tudo aquilo que perseguimos na vida, metaforizados aqui na figura de uma mulher. Como todos nós, em meio à procura por um sentido maior, Rabito preenche-se de esperança.

 

GRUPO ROSA DOS VENTOS – PRESIDENTE PRUDENTE - SP

Espetáculo: “Hoje Tem Espetáculo!!!”

É o primeiro espetáculo do grupo, um trabalho criado a partir dos clássicos de palhaço, números, entradas e piadas que são vistas no circo há pelo menos uns 200 anos. As cenas e números de circo recriadas em Hoje Tem Espetáculo!!! são adaptações livres do Rosa dos Ventos e trazem a marca de seus palhaços verborrágicos, verdadeiros nas relações, improvisadores e provocadores da participação popular, num jogo que envolve o público antes mesmo do espetáculo começar, já na montagem de cenário, troca de roupas, aquecimento, passagem de som, maquiagem, terminando com um músico nada normal e quatro palhaços que se revezam nas funções de artistas de circo. 

 

   GRUPO AVESSOS - MARINGÁ - PR

Espetáculo "AVESSOS" 

Este Projeto, nasceu em 2001, com intuito de proporcionar  aos alunos da Cia Pedras Teatro Circo, espaços para a vivenciação nos palcos da vida... Entendendo que a Arte tem que acontecer em qualquer lugar, sem necessidade de ostentação e super  produções, mais somente com seres HUMANOS, é possível uma grande troca de inúmeros sentimentos e transformações.

A peça conta a história de Tonico (que não aparece) mas é um menino travesso que deixa as histórias do avesso, o lobo fica bom, o princípio fica bobo, a Branca não é de neve, é Branca de Raiva, o João de João e Maria fica Medroso, mas a Emília fica do jeito que é petulante, crítica e humanamente líder, mas o Bruxo continua mal. Xi..essa história vai ficar do Avesso e mostrar para  o público a doçura e sensibilidade de gostar de coisas simples...como uma história!

No elenco temos: Luciele Franco, Jhonny Augusto, Albari Santos, Andressa Lima, Leo Marques e Vinicio Noda. 

 

CIA.  OS PALHAÇOS DE RUA  - LONDRINA - PR

Espetáculo “Números”

Dois palhaços que chegam para apresentar um espetáculo perfeito, mas o risco de um tremendo desastre está presente no picadeiro durante todo momento quando um tenta ajudar o outro. NÚMEROS é um espetáculo de linguagem universal, com poucas palavras, muita música, e baseado na comédia física. Os palhaços Batata Doce e Turino buscam a relação com o público por meio do simples, do ato autêntico e sincero que é o riso, e para tal se utilizam de inúmeros meios como: danças, mágica, contorcionismos, labaredas, voos e objetos que se transformam no decorrer da apresentação. Um espetáculo que se utiliza da comédia física para estabelecer um diálogo entre as linguagens teatral e circense, desenvolvendo por meio da figura do palhaço um encontro entre essas duas artes populares.

 

PALHAÇO FUSQUINHA  DE SOROCABA - SP

Espetáculo: “Ôtovinu!”

            Um legítimo espetáculo de variedades de circo, porém sem a lona, na rua e somente com um palhaço. "Fusquinha de Porta Aberta", apresenta seus números cômicos, virtuosos e picaretas, como, malabarismo, mágicas, acrobacias e palhaçadas! Conta com a interação especial dos principais integrantes do show, o público que participam do início ao fim. Com incrementada sonoplastia e música é um espetáculo para todos, família, trabalhador, a criança, o bêbado e até o cachorro.

 

 

ALMAS DE RUA - SARANDI-MARINGÁ - PR

Espetáculo: Do Ghetto Para o Palco

“Do Ghetto Para o Palco” um espetáculo onde mostra a performance de Dançarinos que antes eram pessoas comuns que tevirem, oportunidade de aprender Danças Urbanas no grupo Almas de Rua assim pra demonstrar o seus talentos o Professor e Coreografo Marcello Street criou espetáculo do Ghetto Para o Palco, demostra as melhores trabalhos de Danças Urbanas e no seu primor com seus integrantes que ontem eram  pessoas comuns e hoje artistas.

 

BANDA CONSERVANTES - MARINGÁ - PR 

Espetáculo: CIA de Melhoramentos

Conservantes é uma banda de rock progressivo psicodélico porem com influencias em muitos outros estilos, tendo muito forte o blues e a bossa nova.

    Os trabalhos e composições começaram em meados de 2011 tendo como fundadores Felipe Moraes e Hugo Cerezzo, mas a banda só assumiu a sua formação definitiva na metade de 2013 sendo Felipe Moraes (Guitarra e Vocal), Manu Bien (Vocal), Ederson Wander (Baixo) Dinho Bana (Bateria) e Drago (Teclados). O grupo já se apresentou em quase todas as casas noturnas da cidade do ramo, por exemplo: Tribos, MPB Bar, Porto Café, Dionísio, Kubitschek Bar, Casa da Vó, Armazém do Jô e também em outras cidades tanto do estado quanto de fora: São Paulo SP, Jau SP (na casa noturna General, uma das mais importantes da cidade) e Monte Azul Paulista SP, Paraiso do Norte Pr, Ourizona Pr, Cianorte Pr, Jandaia do Sul (No festival Chácara Cakra), Paranavaí Pr entre outras.

   A banda está finalizando o seu primeiro disco, intitulado CIA de Melhoramentos que traz 13 canções dispostas de forma conceitual, para que o ouvinte tenha a sensação de estar assistindo a uma história, a medida que avança pelo disco. Esse trabalho inédito sai no começo de fevereiro.

 

        QUADROS VIVOS 

Uma linguagem não verbal, convidando o publico   por meio da imagem ..uma reflexão... um incômodo...ou uma alento! 

 

NOTA: TODO MATERIAL ACIMA  É DE INTEIRA  RESPONSABILIDADES DOS GRUPOS E PROFISSIONAIS! 

***************************************

OFICINAS DA V MOSTRA PÉ NA RUA 

SOBRE OS PROFISSIONAIS E AS OFICINAS
 
Daniel Lucas do GRUPO VAGAMUNDO DE SANTA MARIA - SC 
Breve Curriculum  

Daniel Lucas é Palhaço, Ator, e Sócio Administrador do Teatro VagaMundo. Criador dos espetáculos La Perseguida e Banana com Canela e a A Graça da Garça sem Graça e diretor do espetáculo Cabaré Lange Ri. Com eles, já circulou por 18 estados brasileiros, além de Colômbia, Equador, Uruguai e Argentina, atingindo um público de mais de 250 mil pessoas.

Lucas orienta grupos de teatro, ministra oficinas em várias instituições pelo Brasil, sua oficina já foi ministrada em 15 estados brasileiros e 3 países.

Premiado duas vezes com o projeto Palhaço Rabito aterriza na sua aldeia! (Prêmio Funarte Artes na Rua - MINC e Pro-Cultura RS - FAC), e projeto de circulação em comunidades quilombolas (Prêmio Pro-Cultura).

Lançou recentemente o Filme, Nas Margens do Riso: Quilombos de Alegria e luta, por onde circulou apresentando e ministrando oficinas em 9 comunidades quilombolas do RS. O filme foi exibido em vários eventos de diversas cidades, entre elas: Santa Maria/RS, Porto Alegre/RS, Lisboa/Portugal, Bogotá/Colômbia, Salta/ Argentina, São Luis/ Maranhão, Aceguá/Uruguai, Florianópolis/SC.

O filme esteve na programação da TVE RS/TV Brasil - julho/2015 em todo território brasileiro. 

Lucas Participou de importantes eventos culturais, dentre eles o Festival Iberoamericano de Teatro de Bogotá, Clown Encuentro Colômbia, Festival Gesto Noble, Carmem de Viboral – Medellín, Festival Escenários del Mundo - Cuenca/Equador, Encuentro de Mimo y Clown de Salta/Argentina, Festival todos Al Teatro de Mendoza/ Argentina, Festival de Inverno SESC Rio de Janeiro, SESC Festclown - Brasília, Inúmeras participações em Aldeias SESC’s pelo Brasil e o Palco Giratório Nacional do SESC em 2013.

Em atividades formativas destaca-se: Estudou com grandes mestres da palhaçaria clássica: Leris Colombaioni (Itália), Chacovachi, (Argentina), Paco González (Alemanha), Pepe Nuñez (Espanha), vivência no circo de Geraldo Passos (Biriba) e Ricardo Puccetti (Lume-Brasil). Segundo a crítica, sua atuação “desponta espirituosa e seu estado de presença é tributário ainda do cinema de Fellini” (por Valmir Santos, jornalista/Folha de SP e Revista Bravo).

Sobre a Oficina: 

Conteúdo Programático

A oficina permite uma maior compreensão da lógica do palhaço, que é particular e diferente para cada participante. Serão abordados elementos fundamentais do trabalho com o palhaço, como: a prontidão, escuta e abertura para o novo, a capacidade de correr riscos, o prazer do jogo e o tempo cômico. Também serão trabalhadas técnicas circenses e palhaçaria clássica com enfoque em: sequência de quedas e tapas

Nesta oficina cada aluno terá a oportunidade de vivenciar a nobre arte do palhaço, buscando aceitar o que realmente somos. A oficina nos leva à uma nova relação com o fracasso, já que a grande força do palhaço é ser um perdedor.

“Todo o ser humano é um palhaço, mas poucos tem a coragem de mostra-lo” – Charlie Rivel.

A oficina é um estímulo à criatividade e comunicação para profissionais que trabalham com ideias e pessoas. Inclusive para quem não quer ser palhaço.

 

Adriano Braga  Maringá - Paraná 
Breve Curriculum

Ator Profissional, Produtor, Formado em  Educação Física 

Capoeirista desde os 9 anos, agora com 29 anos 

Instrutor de Capoeira, ministrando aula na Cia Pedras, coordenado pelo Mestre Vado da   (ASSUCAMA MARINGÁ)

Preparador Corporal Circense

Artista  (máscaras, peças em argila e outros)

Trabalha profissionalmente com Teatro desde 2003,  participou de vários cursos na área cênica. Em 2005 entrou como sócio da Empresa A. F. Braga & Ribeiro Ltda. Coordenou o Projeto de Rádio (programa voltado as raízes nordestinas). 

Ministrou Oficinas de Capoeira , Expressão Corporal e Ritmos para professores. 

Coordenador do Projeto Teatro em Castelo Branco 2012

 Pesquisador latente na área de circo e professor de Circo e Teatro na Cia Pedras Teatro Circo

Sobre  a Oficina: 

OBJETIVOS

CONTÉUDOS

MINISTRADOS

ENCAMINHAMENTO

METODOLÓGICO

 

RECURSOS

DIDÁTICOS

EXPERIMENTAÇÃO

PRÁTICA (COM AVALIAÇÃO DO PROFISSIONAL)

OBSERVAÇÃO

·        Estimular o pensamento artístico e crítico

·        Vivenciar os movimentos circenses e sua linguagem

·        Apresentar para os alunos vivências para criação de seus próprios números

 

·        Breve Teoria sobre a história do Circo 

·        Aquecimento

·        Força

·        Resistência

·        Flexibilidade

·        A arte de “subir” ,

·        O equilíbrio, a força e a graça

·        Qual o papel do circo?

·        Capoeira (Base)

·        Espacialidade, deslocamentos;

·        Energia em diversos níveis;

·        Construção de frases e movimentos em

·         Cenas nas alturas e no chão

·        Portagens corporais(solo)  (Adágios) (acrobacias em dupla, em grupo, pirâmides, entre outros)

 

·        Vídeo

·        Colchonetes

·        Tatames

·        Lira

·        Tecido acrobático

O aluno montará  com o auxílio do profissional

·        Cenas com portagens corporais nas alturas e no chão

 

Os participantes, deverão vir com roupas adequadas para exercícios físicos  

 

Uma das Oficinas deste profissional  é para o SÃO RAFAEL (crianças carentes)!

 

 
 
Paulo Gracindo  - Palhaço Fusquinha de Sorocaba – SP 

Breve Curriculum 

Fusquinha de Porta Aberta é um apelido de criança para quem tem a orelha de abano. O Palhaço Fusquinha de Porta Aberta foi criado em Julho de 2008 juntamente o grupo Circo e Teatro de Rua “Os Mamatchas” de Presidente Prudente-SP formado pelo encontro de quatro argentinos e um chileno ambos malabaristas e 3 anfitriões brasileiros. Estes resolveram criar um grupo após semanas de convívios e treinos intensos, rapidamente estreavam o primeiro espetáculo, “Hay Bagunça”, um clássico de circo de rua com números cômicos de palhaço, mágicas, acrobacias e muito malabarismo. No ano seguinte reformularam o grupo para 5 membros, foram ganhadores de um ProAc, participaram do Projeto Ademar Guerra e de diversos festivais. Até a saída de Fusquinha do grupo em Dezembro de 2009 tinham realizadas quase 80 apresentações e mais de 30 oficinas.

Em 2010, Fusquinha forma um novo grupo, agora em Santos-SP, Circo Teatro Quarteto Trio los Dos. Um trabalho muito semelhante ao anterior e com alguns adicionais, muitas apresentações independentes, novas culturas, maior nível técnico de acrobacias e malabares e dois músicos tocando ao vivo que deu um salto de qualidade nas apresentações, além disso, os novos companheiros traziam na bagagem, capoeira, artes marciais, cultural popular, pesquisa musical e formação circense. O espetáculo “Com a cara pintada e o pé na rua!” estreado em Abril de 2010 foi ganhador de Prêmios e participou de diversos festivais em 5 estados brasileiros. Fusquinha participou do grupo até o final de 2011.

Em 2012 passa a fazer viagens longas e inicia o que seria seu futuro espetáculo solo, realiza performances curtas de até 20 minutos em calçadões, bares, praças e eventos enquanto ao mesmo tempo interna-se em treinos intensos de malabarismo. Em Janeiro de 2013 estréia o espetáculo solo “ÔtôVinu!” com seus números antigos usados nos outros grupos e com uma mistura do que tinha aprendido até então. Com este espetáculo apresentou na Argentina um número no 8° Festival Patacômico de Clown em El Bólson. Iniciou uma circulação no Acre com mais de 15 apresentações foi até Mato Grosso do Sul cortando a Bolívia no meio numa viagem de quase 3 meses onde apresentou em Puerto Rico, Cobija, La Paz e Santa Cruz de La Sierra. Com “ÔtôVinu!” fez temporadas independentes em Sorocaba-SP até a presente data já são 80 apresentações e 10 Festivais de Circo e Teatro de Rua.

Sobre a Oficina
A Oficina Iniciação ao palhaço de rua tem como proposta mostrar possibilidades de atuação das atividades circenses a serem realizadas pela figura do palhaço, na rua. Serão trabalhadas técnicas de aquecimento e improvisação com objetivo entrar no estado criativo, estado este que surge após  exaustão  e  é  onde  melhor  se  podem  extrair  novos  movimentos     e     
percepções sobre o conteúdo trabalhado. Em seguida serão ensaiados esquetes, claques e quedas clássicas de palhaço aplicadas sobre a técnica e exercícios de triangulação de teatro de rua e de circo, além de postura cênica e controle de energia corporal.
 

 

Adriano Gouvela e Lucas Turino  da Cia. Os palhaçso de rua  de Londrina – Paraná 
Breve Curriculum

A Cia. Os Palhaços de Rua originou-se a partir do encontro das pesquisas dos atores-pesquisadores Adriano Gouvella e Lucas Turino, ambos bacharéis em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Londrina - UEL no ano de 2013. Anterior ao curso universitário os dois atores já traziam consigo suas experiências com teatro e circo, realizadas em montagens de espetáculos, performances, cursos específicos, filmes, entre outros. Encontraram-se na graduação e foram quatro anos de pesquisas que resultaram nos trabalhos teórico-práticos: "A Criação da Cena do Palhaço por Meio da Improvisação e Experimentação em Público" e "Entre o Circo, a Rua e a Vida: Experimento Cênico Apoiado no Estudo da Biomecânica Teatral", e que se uniram a partir de experimentações práticas na rua.

Adriano Gouvella além da graduação realizou cursos com profissionais da área como: Théâtre du Soleil (França), Gardi Hutter (Suíça), Eugênio Barba (Dinamarca), François Kahn (França), Jonh Mowat (Inglaterra), Ricardo Puccetti (Lume Teatro) Ésio Magalhães (Barracão Teatro), Palhaço Tomate (Argentina), Palhaço Pepe Nunes, dentre outros.

Lucas Turino Silva além da graduação foi pesquisador integrante do projeto de pesquisa "Treinamento técnico e sistematização de processos de trabalho do ator" ministrado pelo professor Dr. Aguinaldo Moreira de Souza. Já realizou cursos com profissionais da área como: Ésio Magalhães (Barracão Teatro), Palhaço Pepe Nunes, Palhaço Tomate (Argentina) e é formado pela Escola Municipal de Circo de Londrina. 

Sobre a Oficina

A oficina “Experimentando o palhaço em cena” é uma via de estudo para todos aqueles que desejam ter contato com a arte da palhaçaria. Apresentará possibilidades corpóreas e situações de riso que serão construídas a partir de exercícios físicos e de improvisações com base na comédia física, a partir de jogos individuais e em grupo; e, também, a partir de exercícios específicos para o estudo do palhaço.  Por fim, esta oficina relaciona aspectos do trabalho do ator com o trabalho de palhaço e investiga como podem dialogar na construção da cena cômica.

 
Grupo Rosa dos Ventos - PRESIDENTE PRUDENTE - SP 

Robson Toma, Tiago Munhoz, Fernando Ávila, Luis Valente

Breve Curriculum

Sobre o Rosa dos Ventos:

Fundado em 1999 o processo artístico do grupo tem suas referências na Comicidade, na Cultura Popular, no Circo e no Teatro de Rua. A proposta é fazer arte popular, em relação horizontal e de grande proximidade com o público.

O Rosa dos Ventos busca em seus trabalhos cênicos a fusão de diferentes elementos da cultura popular, circo e teatro numa arte popular de rua vibrante, ousada e de ressignificação do cotidiano.

Ao longo dos 18 anos de estrada o Grupo já se apresentou em dezenas de festivais em 19 Estados do Brasil, recebendo diversos prêmios e compartilhando diversos editais e programas culturais.

O grupo também ministra oficina de Técnicas Circenses e desde o ano de 2009 vem desenvolvendo projetos, próprios e com o Coletivo Cultural Galpão da Lua de difusão e democratização do bem cultural.

Trabalhos: Hoje Tem Espetáculo! (2001), Saltimbembe Mambembancos (2005), O Bicho (2006), O Cortejo (2007) e A Farsa do Advogado Pathelin (2009), Rabo de Foguete (2012) e Super Tosco (2016).

Sobre a Oficina

A proposta é colocar os participantes em contato com o maior número de técnicas circenses possível, Pernas de pau, monociclo, malabares e acrobacias são as atividades que nortearão esta oficina. A proposta é se divertir e experimentar os próprios limites.

Durante o processo de trabalho o olhar se volta para as possibilidades de comunicação desses elementos do circo com a Arte de Rua, foco da pesquisa e atuação do Grupo Rosa dos Ventos.

A oficina será ministrada pelos Grupo Rosa dos Ventos, Fernando Ávila, Luis Valente, Robson Toma e Tiago Munhoz

 
Talita Oler 
 
Breve Curriculum 
Professora formada em ballet clássico e jazz, por 6 anos fez parte do Grupo DanceAto de São Paulo, que utilizava técnicas de dança contemporânea e dança teatro para as criações dos trabalhos. Atualmente participa do desenvolvimento técnico e também os trabalhos coreográficos do grupo Oficina de Dança da UEM coordenado pela Professora Aurilene Meneguetti. Ministra os cursos de dança contemporânea, ballet clássico e jazz da Universidade Estadual de Maringá.
 
Sobre a Oficina:
A oficina se dará pelo estudo da técnica de dança contemporânea com base no reconhecimento da estrutura corporal e organização do movimento, musicalidade e expressividade. Ao final teremos a criação de uma coreografia com elementos inspiradores, baseados na movimentação trabalhada durante as oficinas.
 
OBSERVAÇÃO: Oficina para o (crianças carentes)! CRAS IGUATEMI!

 

Ivanda Tonsic 
 
Breve Curriculum 

 GRADUAÇÃO EM PEDAGOGIA

  PÓS GRADUADA  EM:

1-      ÁREAS CURRICULARES DO ENSINO FUNDAMENTAL I

2-      GESTÃO ESCOLAR;

3-      MEDIADORES D LEITURA;

4-       ALFABETIZAÇÃO E LINGUAGEM;

- ATUOU COM FORMAÇÃO  DE PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL ENTRE OS ANOS DE 2005 – 2008; QUANDO TRABALHOU NA ECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E SARANDI.

- ATUOU COMO FORMADORA DE PROFESSORAS DO PROGRAMA PNAIC ( PROGRAMA NACIONL DE ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA) DO GOVERNO FEDERAL (2014 E 2015)

- FOI CO- AUTORA  DA PROPOSTA CURRICULAR DE ARTE DO MUNICÍPIO DE SARANDI.

- TEM PARTICIPAÇÃO   NO E-BOOK DA UNICESUMAR
 
Breve sobre a Oficina
        A Oficina Cirandando a arte, tem como intuito refletir sobre a história da arte na escola, considerando que a escola é a porta de entrada para a grande maioria de meninos e meninas e é neste espaço organizado que é possível despertar o gosto por uma da áreas da arte (musica, dança, arte cênicas, artes plásticas porque não literatura).       
 
       Pretendemos enfatizar a arte como conhecimento histórico acumulado, e como ela se manifesta nos diferentes tempos e espaços. As principais problematizações que elencamos são: a arte é democrática? A arte contribui para a transformação social? Como? Somos todos convidados a cirandar na mais importante das artes: o pensamento humano.

O MATERIAL ACIMA (CURRICULUM E SOBRE A OFICINA) É DE INTEIRA  RESPONSABILIDADES DOS GRUPOS E PROFISSIONAIS! 

 
                                                    IV MOSTRA PÉ NA RUA (2015)
 
 

                                                                                                             III MOSTRA PÉ NA RUA  (2014) 

Data Manhã Tarde Noite
Sexta, 26 de setembro Performance: Quadros vivos 
Onde: Calçadas da Avenida Brasil
Quando: 10 às 12h
Oficina de Tecido Aéreo e Lira
Ministrante: Cia Pedras
Onde: Cia Pedras
Quando: 14 às 17h
Valor: R$25
Espetáculo: Encontro com Caetana
Ondel: Feira do Jardim Alvorada
Quando: 19h
Sábado, 27 de setembro Performance: Quadros vivos
Onde: Calçadas da Avenida Brasil
Quando: 10 às 12h

Espetáculo: "Novos Palhaços"
Onde: Feira Willie Davis
Quando: 9h30
Oficina de Confecção de Máscaras
Ministrante: Cia Pedras
Onde: Cia Pedras
Quando: 12 às 15h
Valor: R$25
 
Domingo, 28 de setembro Espetáculo: "Números"
Cia Os Palhaços de Rua (Londrina)
Onde: Feira Mauá
Quando: 9h30
Oficina "O Circo na Comunidade"
Ministrante: Cia Os Palhaços de Rua
Onde: Cia Pedras
Quando: 13 às 16h
Valor: R$25
https://www.kickante.com.br/campanhas/iv-mostra-pe-na-rua
 
 
 
 
I MOSTRA PÉ NA RUA  (2011) 
 
Data Performances (manhã) Oficinas (tarde) Espetáculos (fim de tarde)
25/11 Chuva de Palhaços
Avenida Brasil 
Oficina: Malabares (bolas)
13h30 às 15h30
Cia Pedras  com Palhaço Fusquinha
Espetáculo: Com a cara pintada e o pé na rua 
Palhaço Fusquinha de Santos 
Salão Cultura do Shopping Mandacaru Boulevard
26/11 Performances Urbanas pela cidade Oficina: Acrobacias de Solo
13h30 às 15h30
Salão Cultural do Shopping Mandacaru Boulevard com Aero Circus
Espetáculo: "Aero Circus Show
Grupo Aero Circus de Londrina
Feira Verde do Teatro Barracão
27/11 Performances Urbanas pela cidade Oficina: Perna de Paue Malabares (swing poi de fitas de flags) 
13h30 às 16h30
Salão Cultura do Shopping Mandacaru Boulevard  com Cia Pedras 
Espetáculo:Cordel Canta dor 
Salão Cultural do Shopping Mandacaru Boulevard  com  Cia Pedras 
   
 
 
NOTA: Devido Temporada da Cia em Curitiba e São paulo, não realizamos a Mostra Pé na Rua em 2012
Agradecendo o apoio importante da Secretaria de Cultura de Maringá, do Vereador Chico Caiana, Marcelo Calixto, Leonor Calixto  e de todos os nossos parceiros Circo 2 e ½ de Sorocaba – SP, Cia. Os palhaços de rua de Londrina – Maringá, Banda Milhar Seca de Cianorte – PR, Conservantes, LSB e Banda Revell de Maringá,   alunos e amigos que estão nesta luta para que o Evento aconteça em Maringá e possa levar um pouquinho de Arte  para a Cidade

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!